Convento da Esperança realiza obras de adaptação para receber doentes deslocados

Convento da Esperança realiza obras de adaptação para receber doentes  deslocados

ARTIGO – DIÁRIO DOS AÇORES

13 de Julho 2021

Convento da Esperança realiza obras de adaptação para receber doentes deslocados

 

O reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, disse à Agência ECCLESIA que estão em curso obras de adaptação de parte do convento para receber pessoas que se deslocam para São Miguel em tratamentos. “Estamos a fazer obras para adaptar uma parte do convento para receber pessoas que vêm em tratamento das outras ilhas para a ilha de São Miguel, onde está o hospital maior e aqui é que se fazem tratamentos de quimioterapia e radioterapia”, afirmou o cónego Adriano Borges.

O reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo referiu que “há uma grande necessidade” de acolhimento de doentes que se deslocam para São Miguel, onde não têm muitas vezes familiares e “acabam por estar todo o dia num quarto de hotel ou a divagar pelas ruas”. “Aqui vamos criar um outro tipo de ambiente: não digo uma família, mas fazer com que as pessoas se sintam um bocadinho mais confortáveis, acompanhadas por voluntários”, referiu.

“Indicar os lugares onde têm de ir fazer os tratamentos” é a primeira necessidade sentida por quem não conhece Ponta Delgada, cujas respostas serão dadas por voluntários, promovendo depois outras actividades, como passeios pela ilha, acrescentou o cónego Adriano Borges.

O reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo disse que o convento está a ser adaptado para essa finalidade e vai ter a capacidade de acolher 60 pessoas, em 30 quartos duplos. “Acredito que vai haver períodos que vai encher”, disse o cónego Adriano Borges. “A pessoa fica um bocadinho perdida e desorientada, sobretudo na fase inicial. E nós queremos dar uma outra vertente: a vertente humana, que é a cristã, o acompanhamento das pessoas que estão em fragilidade”, sublinhou.

A parte do convento, que está a ser transformada, era já um espaço de acolhimento, desde há seis décadas, mas de raparigas que vinham estudar para Ponta Delgada e eram acompanhadas pelas Religiosas de Maria Imaculada, que recentemente tiveram de deixar o convento por escassez de vocações.

Para dar continuidade à presença de religiosas no Santuário do Senhor Santo Cristo, como sempre aconteceu, o cónego Adriano Borges disse que uma nova congregação se prepara para habitar o convento, onde vai permanecer já este verão durante “um pequeno período”, para “estudar a possibilidade” de iniciar a sua presença junto ao Senhor Santo Cristo. “Quase à semelhança da origem – não serão Clarissas, que já estão na ilha – mas um ramo também contemplativo de uma congregação que já está nos Açores”, adiantou o reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo, reservando a divulgação do nome da congregação para depois do período experimental em curso.

“É importante agora que tenham a tranquilidade para decidirem bem e esperemos que decidam vir para cá”, afirmou. O cónego Adriano Borges referiu que as religiosas no convento do Santuário do Senhor Santo Cristo “ajudam muito” na “organização interna, na espiritualidade e na recepção aos peregrinos”. “As pessoas revêem-se muito nas irmãs”, afirmou. O reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo disse também que está confirmada a presença do cardeal D. José Tolentino Mendonça nas Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres em 2022; o bibliotecário e arquivista da Santa Sé era para ter presidido às celebrações em 2020 e em 2021, que foram canceladas por causa da pandemia. “Renovei o convite para 2022 ao senhor cardeal e ele aceitou de bom grado e esperemos que à terceira seja de vez”, afirmou o cónego Adriano Borges.