Início

Ajude o Senhor Santo Cristo e Faça uma Doação

Acender Vela!Doação

Câmaras

Novena dos Espinhos, de 21 de fevereiro a 1 de março

A Quaresma é um tempo que tem por objectivo a reconstrução dos cristãos através da purificação do olhar sobre Deus, o homem, a natureza e a Igreja e a Novena dos Espinhos, promovida pelo Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, pretende ser “um contributo” nesse itinerário reparador.

Estão convidados dois sacerdotes que pregarão 6 dos nove dias da Novena: os padres Hélio Soares, que pregará de 21 a 23 de fevereiro e José Paulo Machado de 28 de fevereiro e 1 de março. Nos três dias que apanham o fim-de-semana e no dia da Festa dos Espinhos será o próprio Reitor o pregador.

“A Quaresma é um tempo de introspeção em que todos os cristãos são convidados a aprofundar a sua relação com Deus, com a humanidade e com os outros; é um refazer da espiritualidade” refere ao Sítio Igreja Açores o Reitor do Santuário, cónego Manuel Carlos Alves.

“Ao longo do ano somos ´batidos´ por isto e por aquilo, por muitas situações que nos prendem a atenção e exigem uma resposta à flor da pele e menos refletida que vai fazendo estragos na nossa espiritualidade e a Quaresma  é um tempo de irmos ` à oficina´ , repararmos o que temos de reparar para que possamos celebrar a Páscoa com toda a alegria, porque é a Páscoa o centro da nossa vida” explica ainda o sacerdote que organiza pela primeira vez esta festa, no ano pastoral em que o Santuário tem como principal propósito a promoção da oração, a partir do Evangelho de Lucas: “Senhor, ensina-nos a rezar”.

No dia 21 de fevereiro, a palavra que inspirará a meditação é tirada da Carta de São Paulo aos Romanos: “Quem nos pode separar do amor de Deus”; no dia 22 será o Evangelho de Mateus a inspirar a meditação: “Este é o meu filho muito amado” e no dia 23, o evangelista escolhido é Marcos: “Levantaram-se alguns e proferiram falsos testemunhos contra Jesus”.

Nos dias 24, 25 e 26, o cónego Manuel Carlos Alves terá como ponto de partida os Atos dos Apóstolos- “Fostes regenerados por uma semente incorruptível, a Palavra de Deus, viva e eterna”; depois a Carta aos Colossenses- “Procurai conhecer plenamente a vontade de Deus” – e uma citação do Papa Francisco, da Encíclica Laudato Si– “A questão ecológica é vital para a sobrevivência do ser humano e tem uma dimensão moral que diz respeito a todos” – respetivamente.

No dia 27, o padre José Paulo Machado falará sobre a justiça- “O Senhor fará justiça aos pobres da terra (Que justiça? E como o fará?); prossegue com a Carta aos Gálatas, no dia 28, – “Cada um recolhe o que tiver semeado” – e, no dia 29, refletirá sobre a Carta de São Paulo aos Tessalonicenses- “Quanto a vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem”.

O dia da Festa dos Espinhos terá como mote a Carta aos Filipenses: “Ao nome de Jesus se dobre todo o joelho”.

“Todos são convidados a participar nesta Novena e nesta Festa, em que procuramos aprofundar a nossa relação com Deus e com os irmãos, com particular destaque para os mais pobres”, refere ainda o cónego Manuel Carlos Alves.

A Novena dos Espinhos é uma das três festas que marcam o ritmo celebrativo no Santuário, juntamente com a festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres, no sexto domingo da Páscoa, e a festa do Cristo Rei, no último domingo antes do Advento.

Estas celebrações podem ser seguidas à distância, através da página on-line https://senhorsantocristo.com/new/