Congregação das Religiosas de Maria Imaculada

CONGREGAÇÃO DAS RELIGIOSAS DE MARIA IMACULADA

Santa Vicenta Maria Lopez y Vicuña, cujo dom espiritual era acolher, educar as jovens, pobres e/ou ausentes das suas famílias, à procura de trabalho - serviço doméstico, antes de se tornarem vítimas dos instrumentos da perversão.

A Congregação das Religiosas de Maria Imaculada, foi fundada no dia 11 de Junho de 1876, dia da Festa da Santíssima Trindade, por Santa Vicenta Maria Lopez y Vicuña.

"As jovens triunfaram" - "Cristo e as jovens, meu ideal"

Santa Vicenta

Presentemente esta Congregação encontra-se espalhada por 21 países, com 123 casas, cujas portas estão abertas para o acolhimento de jovens menos favorecidas, educando-as e preparando-as para a vida, nos valores humanos, morais e cristãos.

Também nos Açores, na Ilha de São Miguel, as Religiosas de Maria Imaculada têm uma representação desde 1954, sendo a sua residência actual, desde 1962, o Convento de Nossa Senhora da Esperança, onde se encontra a Imagem do Senhor Santo Cristo, de quem são guardiãs e zeladoras.

Esta Comunidade teve desde o início da sua actividade nesta ilha, um Lar-Residência, onde sempre se registou um elevado número de jovens, quer locais, quer vindas de outras ilhas.

Presentemente esta Residência é ocupada por trabalhadores-estudantes, universitários e jovens do ensino secundário.

Esta Comunidade, em São Miguel, é constituída pelas Irmãs, Irmã Cecília Mancebo, Irmã Margarida Borges (actual zeladora da Imagem do Senhor Santo Cristo), Irmã Margarida Pimentel (Superiora) e Irmã Beatriz Zuazola, que por motivo de doença, encontra-se retirada das suas funções.

 
Lar-Residencia
Lar-Residencia_2