Cabido da Sé de Angra promove exposição evocativa dos 60 anos do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres

Cabido da Sé de Angra promove exposição evocativa dos 60 anos do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres

ARTIGO – IGREJA AÇORES

 

15 de Novembro de 2019

 

Cabido da Sé de Angra promove exposição evocativa dos 60 anos do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres

Iniciativa reúne algumas capas do Senhor Santo Cristo, gravuras e outros objetos devocionais deste culto açoriano.

Ecce Homo – A devoção de um povo” é o título de uma exposição promovida pelo Cabido da Sé de Angra, com a colaboração do Seminário Episcopal de Angra e Museu de Angra, para assinalar os 60 anos da elevação da Igreja de Nossa Senhora da Esperança a Santuário Diocesano do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

A exposição, que decorrerá no Seminário Episcopal de Angra, tem inauguração marcada para o dia 22 de novembro, pelas 18h00, e reúne todo um acervo relacionado com esta devoção, uma das marcas da religiosidade popular açoriana, integrando algumas das Capas mais emblemáticas que cobrem a imagem que sai em procissão todos os anos pelas ruas de Ponta Delgada. Entre as capas expostas o destaque vai para a capa oferecida por D. Maria de Áustria, mulher de D. João V (1706-1750), com o propósito da imagem ter uma capa feita do mesmo brocado de que era feito o manto real do seu esposo, como era desejo do monarca. A exposição contempla ainda Registos, muitos deles particulares, e Gravuras do Senhor Santo Cristo, entre outras peças que pretendem mostrar as diversas manifestações de fé e religiosidade do povo açoriano ao Senhor Santo Cristo dos Milagres.

A exposição abrirá com uma conferência sobre esta manifestação de religiosidade popular por parte do Reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo, Cónego Adriano Borges.

Esta mostra, que encerra o programa festivo promovido e dinamizado pelo Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres para assinalar a efeméride das suas bodas de diamante, será visitável de 2.ª a 6.ª feira, das 9h às 12h e as 14h às 17h até ao dia 20 de dezembro.

“É uma exposição significativa no ano em que arranca em toda a diocese a dinâmica do Caminho Sinodal. Recorde-se que a Diocese foi a primeira experiência de união arquipelágica, tal como também aconteceu com o culto ao Senhor Santo Cristo, espalhado praticamente por todas as ilhas e diáspora. É também significativo o local de acolhimento da exposição comemorativa pela grande ligação que o Seminário Episcopal de Angra estabelece com o Santuário Diocesano” refere uma nota do Cabido Catedralício enviada ao Igreja Açores.

A entrada é livre.