Início

Ajude o Senhor Santo Cristo e Faça uma Doação

Acender Vela!Doação

Câmaras

EIS A SERVA DO SENHOR!

MADRE TERESA D´ANUNCIADA

 

Se o mês de Maio tem para todos nós um significado muito especial, por se realizarem nesta época do ano as Festas em honra do Senhor Santo Cristo, não menos significado tem o dia de hoje, com a comemoração do 364º aniversário do nascimento de Madre Teresa d´Anunciada.

Foi no Convento da Esperança que Teresa de Jesus do Rego Quintanilha ingressou como noviça, tomando o nome que seria tão notável, de Teresa d´Anunciada.

Sendo tão cuidada e amada por sua piedosa mãe, eram frequentes as suas visitas ao Bom Jesus dos Terceiros, as novenas na Ermida da Mãe de Deus, a sua devoção pela Paixão de Cristo e o seu amor ao Santíssimo Sacramento.

Desde tenra idade, sentiu a influência dos ensinamentos religiosos de sua mãe, que lhe dizia que Deus estava em toda a parte. E em toda a parte e em todo o lugar, chamava Teresa por Jesus, orando com fervor, rogando e ouvindo o Seu Senhor, tal como, já freira, falava ao Seu Fidalgo, nas longas vigílias junto da Imagem do Ecce-Homo.

Madre Teresa, esta freira activa, tenaz e obreira, que nos anais da história conventual, pelas obras que empreendeu no Convento da Esperança, tornou-se a criadora do culto da veneranda Imagem do Senhor Santo Cristo.

Cristo era tudo para ela e só para Ele vivia, por isso fez dela o instrumento das Suas misericórdias. Nas longas horas passadas em vigília e meditação junto de Cristo, orando de coração aberto, recebia do seu Senhor as Suas ordens, os Seus desejos. E Deus recompensou-a com graças extraordinárias. Apesar das imensas dificuldades em cumprir os desejos do Senhor por falta de meios, Deus nunca lhe faltou!

O Espírito Santo encontrou em Teresa, grande generosidade, um coração puro e um forte desejo de amar e de a Ele se entregar.

Teresa de Jesus desde criança era inclinada à caridade e à ajuda aos mais necessitados.

Mas Teresa cresceu, em tamanho, em entendimento e em perfeição de alma, seguindo sempre o exemplo de sua mãe. E neste ritmo de vida sã, nada em si mudou, antes, intensificou mais a sua fé e amor a Deus – Era já o caminho para a sua santidade!

As suas obras de caridade, demonstram bem a vontade de imitar Cristo, pois Teresa via nesses pobres, a própria imagem de Jesus Cristo.

“O que fizeres aos pobres, a Mim o fazeis!”

Já com idade avançada, ambicionava Madre Teresa ampliar o Mosteiro em que tinha professado, quando já havia transformado o seu interior, dotando-o de um conjunto de belezas adequadas à devoção da Imagem do Ecce-Homo, como foi a edificação da 1ª e 2ª capelas.

Com a colocação da Imagem numa ermida na cerca deste convento, chegou o dia em que lhe foi revelado que devia fazer uma capela para colocar em trono a imagem do Senhor Santo Cristo. Pelas suas incontestáveis virtudes e prodígios, levaram a cabo a feitura da capela, do douramento, das alfaias e das joias da Imagem.

Apesar de incompreendida, ninguém se atrevia a recusar tal obra, pois esta humilde freira dizia que o culto solene e publico, era o que o Senhor queria que se Lhe prestasse.

Da devoção em que pôs os maiores afectos e os mais desvelados carinhos, quando se tratava de embelezar o seu Senhor, advieram-lhe grandes inimizades e desgostos de toda a ordem, durante a maior parte da sua vida.

Era naturalmente inexplicável a insistência de Madre Teresa, quando teimava nas suas obras a favor do Senhor Santo Cristo!

Madre Teresa viveu de alma e coração, integrada na vida monástica, repartindo o seu tempo entre a oração, a contemplação do Pão Consagrado e os trabalhos domésticos.

Narrar os prodígios operados por intermédio ou intercessão desta Serva do Senhor, cujo nome está indissoluvelmente ligado ao culto, seria tarefa quase impossível, pois deles derivam a ardente Fé popular, que ao Senhor, conferiu o nome de Santo Cristo dos Milagres.

Madre Teresa d´Anunciada deu a conhecer ao mundo a impressionante Imagem de Jesus feito rei de escárnio no Pretório de Pilatos e ouvindo a tremenda e iníqua sentença de crucificação. Por isso, promoveu Teresa o primeiro cortejo público com a Imagem do Ecce-Homo. Cumpria-se assim o desejo do Senhor de ser adorado e louvado dentro e fora do Convento.

Hoje, ao contemplar-mos a Imagem de Jesus, triste, maltratado, coberto de chagas e de sangue por amor a todos nós, supliquemos-Lhe humildemente, perdão, a paz para o Mundo e a graça de O servirmos agora e sempre!

A sua memória perdurou ao longo dos anos. Desde há três séculos, difícil é encontrar casa em que não exista uma estampa emoldurada representando Teresa em oração, junto ao Senhor Santo Cristo. E se há alguém, que pela sua exemplar vida de fé, modelo de santidade e penitência, e cumprimento dos árduos deveres religiosos merece o preito e homenagem desta terra, esse alguém é sem dúvida Madre Teresa d´Anunciada.

O Santuário do Senhor Santo Cristo presta hoje esta singela homenagem a Madre Teresa d´Anunciada, que no Convento da Esperança ergueu o altar dos açorianos, acendendo um facho de brilhante fé que tem encorajado as gentes ao longo dos séculos.

Tudo é para maior glória de Deus e da Sua Serva, Madre Teresa d´Anunciada, cuja beatificação é aguardada ardentemente por todos os seus devotos.

Peçamos ao Senhor a graça de a vermos no altar, aqui, na Igreja da Esperança, onde ela rezou tantos e tantos anos, onde professou no maior entusiasmo e amor, onde viveu num contínuo trabalho, que foi uma luta, e morreu com fama de santidade, desejando a morte num sorriso e a dizer: – “Já se acabaram os trabalhos”.

Obrigada Madre Teresa pela herança suprema que legaste a todos nós.

Em honra deste legado espiritual, o Santuário tem programados (infelizmente ainda sem datas por necessitarem de confirmação do nosso novo Bispo) os seguintes momentos:

Nova estátua de Madre Teresa;

Telefilme sobre a vida de Madre Teresa;

Lançamento de um Livro.

Oportunamente todas as datas serão divulgadas. Que seja tudo para maior honra e glória de Cristo, como sempre desejou Madre Teresa.

Santuário do Senhor Santo Cristo, 25 de Novembro de 2022